Blog

Consultas DNS: O que são e como funcionam

04 Dez 2012 • Leitura 5 min

Antes de falarmos sobre as consultas DNS, é necessário saber o que é o serviço de DNS. O DNS é um sistema hierárquico de nomenclatura que utiliza uma base de dados distribuídas através de diversos computadores, serviços ou qualquer dispositivos e recursos, conectados à Internet ou rede privada. O servidor DNS é responsável por traduzir nomes em endereços IP em redes baseadas no protocolo TCP/IP. Já pensou se você tivesse que memorizar os endereços IPs de cada website que quisesse acessar ao invés do domínio? Pois bem, o servidor DNS é quem faz este trabalho.

Mas como funcionam as consultas?

Agora que sabemos o que é o DNS e qual a responsabilidade de um servidor DNS, vamos ao foco deste artigo: as consultas DNS. Bom, cada empresa/provedor possui um servidor de nome local, desta forma as consultas passam primeiro por este servidor, caso o mesmo não conheça o endereço IP associado ao domínio solicitado, passará a requisição para um servidor fora da rede local, se o próximo servidor também não conhecer o endereço IP, a requisição passará adiante e assim sucessivamente. As consultas são feitas hierarquicamente, vamos detalhar melhor na figura a seguir:

Quando um host precisa acessar o domínio hostdime.com.br, a requisição DNS ocorre da seguinte forma:

Passo 1: a requisição é enviada para o seu Roteador;

Passo 2: o Roteador envia a requisição para o servidor DNS do seu provedor (ISP);

Passo 3: Partindo do ponto de que seu provedor de acesso à Internet desconheça o servidor DNS responsável pelo domínio hostdime.com.br, a requisição é enviada para um servidor DNS raiz, o qual é responsável por conhecer os domínios Top-Level Domain (TLD);

Passo 4: A requisição é encaminha para o servidor autoritativo responsável pela terminação .com.br;

Passo 5: O servidor autoritativo conhece o servidor DNS que responde pelo domínio hostdime.com.br e encaminha a consulta para o mesmo. Após esta consulta, o IP do servidor DNS que responde pelo domínio hostdime.com.br faz o percurso contrário, conforme pode ser visto nos passos 6, 7, 8, 9 e 10. Depois de percorrer este ciclo, já é possível acessar o endereço requisitado.

Para que não seja preciso percorrer todo este caminho novamente quando houver uma nova requisição, consultas anteriores são armazenadas localmente e é justamente isto que chamamos de Cache DNS. Esta consulta é armazenada durante um tempo, para que não venha a tornar-se desatualizada. Cada domínio é configurado no servidor através de um arquivo denominado zona DNS, que armazena os registros recursivos de cada domínio como: servidores autoritativos, servidores de e-mail e subdomínios. Por isso, sempre que há modificações na zona, é necessário aguardar um período de propagação, para que as novas informações sejam armazenadas nos servidores DNS dos provedores de Internet e assim, as requisições sejam respondidas corretamente, bem como a limpeza deste cache possa ser efetuada periodicamente.

Posts
Relacionados

02 Ago 2021 Leitura 6 min

Por que a latência é essencial para a sobrevivência do seu negócio?

voltar para o blog

#CONNECTEDHDBR

Receba nossas
novidades

Deixe seu e-mail para receber nossa newsletter
de novidades, descontos e lançamentos.


Siga nossas
Redes Sociais

Estamos
esperando seu
contato

4007 2085

Capitais e Regiões Metropolitanas

0800 000 2085

Demais Regiões

(+1) 407.756.1126

Ligue-nos Internacionalmente

Vendas / Suporte Financeiro

Segunda / Sexta • 8h - 18h

Suporte

24h por dia


PRODUTOS
Servidores DedicadosServer CloudColocationOutros Produtos
© 2021 HostDime Brasil. All rights reserved.
Contrato
Política de Privacidade
Cookies