Blog

O que aconteceu nestes 20 anos de WWW?

10 Ago 2011 • Leitura 5 min


Para encerrar a comemoração da HostDime Brasil pelos 20 anos de criação do WWW, mostraremos hoje uma cronologia das últimas duas décadas e as modificações importantes na internet mundial, que culminaram na incrível experiência digital que possuímos hoje. Se atualmente reclamamos de pagar R$ 35 mensais por uma conexão de 1mbps (em referência ao PNBL), podemos lembrar de como ficávamos felizes há 15 anos atrás em pagarmos R$ 50 por uma hora de conexão discada.
O artigo estará dividido entre os anos 1991 -> 2000 e, na próxima sexta-feira (12/08/2011), publicaremos a continuação, que trará os anos de 2001 -> 2011. Faça esta viagem no tempo com a gente e acenda o seu instinto saudosista.

1991: A criação do WWW

Em meio ao início da primeira Guerra do Golfo, Tim Berners-Lee deu origem ao formato que atualmente conhecemos como URL, ou WWW. Com base num padrão em HTML (linguagem de hipertexto), as páginas poderiam ser criadas e posteriormente teriam os seus códigos interpretados por navegadores. A revolução digital começava ali, no ato de manter o seu computador do CERN ligado, servindo como o primeiro webserver do mundo voltado à hospedagem de um site (WWW).
No Brasil, a primeira conectividade entre redes de ensino chega à FAPESP (atual Registro.br, ligada à CGI.br).

1992: Aumenta a “facilidade” de acesso

Além de marcar o Brasil pelo impeachment do ex-presidente Fernando Collor de Mello, 1992 deu início à facilitação de acesso a internet. Neste ano, a Delphi foi a primeira empresa dos Estados Unidos a oferecer conexão à rede para os seus assinantes. Os backbones na época eram utilizados em sua grande maioria por estudiosos e professores universitários.
Para se ter uma ideia, o número de máquinas conectadas neste ano atingiu o número de 1.000.000, tornando-se um marco na história da internet mundial.

1993: A Web ganha formas e usuários ilustres

Enquanto no Brasil enfrentávamos uma séria crise econômica que culminou na criação do Plano Real, a internet já se expandia pelo mundo. O recém-eleito presidente Bill Clinton sancionou a criação de uma versão virtual da Casa Branca, a qual continha, inicialmente, caixas de e-mails para o presidente, vice-presidente e seus assessores diretos.
Foi lançado o primeiro navegador web de grande impacto, o Mosaic, produzido por uma equipe liderada por Marc Andreessen, do National Center for Super Computing Applications (NCSA). A principal vantagem do navegador é que possibilitava o uso do mouse em conjunto com o teclado, deixando de lado a dificuldade de acesso à rede mundial.
Ainda em 1993 foi lançado o InterNIC, responsável direto pelas denominações de domínios e nameservers na internet mundial. Eram, até então, 62 servidores servindo especificamente como hosters.

1994: Nasce o Netscape

Enquanto Roberto Baggio fazia a nossa alegria no Brasil, a rede mundial de computadores não parava de crescer. Andreessen e sua equipe decidem criar uma versão melhorada e comercial do Mosaic, dando origem a um dos navegadores web mais utilizados da história da internet: O Netscape. O navegador permitia a utilização de criptografia e permitiu a concretização de transações comerciais seguras pela internet. A Microsoft vira a sua atenção para a web e começa a planejar a criação de um concorrente para o Netscape.
Mas nem tudo são flores, eis que a associação de advogados Canter & Siegel iniciam um dos piores males conhecidos no mundo virtual: O SPAM. Ao oferecem serviços de facilitação para obtenção do famoso “green card” norte americano, dispararam e-mails em massa na rede, sem que obviamente tivessem sido solicitados.
Nascem os primeiros buscadores, que vasculham a internet atrás de resultados. Já são mais de 1.200 servidores web e a NSFNET passa a transmitir mais de 10 trilhões de bytes por mês (equivalente a 10TB).

1995: As redes se interligam

A NSFNET decide que seus backbones terão foco exclusivo em pesquisas e a rede norte-americana passa a ser feita entre junções de backbones (tal qual estamos acostumados atualmente, com troca de tráfego entre as operadoras). Com a interligação de redes, o WWW assumiu como tecnologia mais usada na web, deixando a Telnet e FTP-Data para trás.
A SUN lança oficialmente o JAVA, uma das linguagens mais utilizadas na web atual. O poder de uso dos códigos em JAVA abriu novas possibilidades de configuração e utilização da internet.
A Amazon.com abre as suas portas e a AOL (America Online) é lançada para prover conexão a usuários do mundo todo.
É lançado o Internet Explorer da Microsoft, navegador que viria a ser o líder de mercado – posição que ocupa até hoje.
São registrados os primeiros domínios (.br), um marco para a internet nacional.

1996: A internet comercial avança e a opressão também

É feita a primeira transação de grande porte que envolvia a compra de um domínio. A marca TV.com foi vendida para a empresa CNET por US$ 15.000,00.
Enquanto usuários de todo o mundo podiam aproveitar dos novos benefícios da web, alguns países limitavam os acessos de seus usuários: A China requeria que usuários pedissem autorização à Polícia para obter acesso a internet; A Arábia Saudita limitou o acesso a internet em hospitais e universidades; Em Singapura era necessário ser uma autoridade policial ou religiosa para solicitar a criação de domínios ao Governo.
A MCI inovou ao efetuar um upgrade em seu backbone, adicionando mais 13.000 portas e permitindo o aumento da conexão que até então era de 155mbps para 622mbps.

1997: Está na lista? Então você é descolado(a)!

As listas de e-mails faziam sucesso neste ano. De acordo com o indexador de listas Liszt, haviam mais de 71.000 criadas e em atividade por todo o mundo. O crescente número de caixas de e-mail criadas, deu origem a ataques massivos de SPAMs por toda a rede mundial.
O primeiro problema de larga escala ocorreu devido a uma falha humana na Network Solutions, deixando milhões de domínios .COM e .NET indisponíveis por todo o mundo por conta de erros na tabela de DNS da empresa.
Batendo o recorde do ano anterior, o domínio business.com é vendido por US$ 150.000,00, mostrando o crescimento da web e servindo como ar inicial para a formação da bolha tecnológica.

1998: O nascimento oficial do Google

Dois amigos da Universidade de Stanford, Sergey Brin e Larry Page, que criaram um sistema de buscas em 1996, abriram oficialmente a Google Inc. em 4 de setembro de 1998. Iniciava-se um processo de crescimento fabuloso, que nem mesmo a Bolha da Internet poderia frear.
São lançados os primeiros portais. Entendia-se nesta época que a navegação deveria começar através de um site de conteúdo, que mostraria ao usuário um mundo de possibilidades. As páginas eram formadas por notícias, entretenimento e sistemas de buscas.
Altavista.com é vendido para a Compaq por US$ 3,3 milhões.

1999: Napster neles!

A tecnologia peer-to-peer em franca ascensão com o Napster, compartilhador de arquivos que deu origem ao que conhecemos hoje como torrents. Começou aí um dos maiores pesadelos da indústria fonográfica e cinematográfica mundial. Dos 250 milhões de usuários que navegavam pela web em 1999, uma grande parte deles já se utilizava dos benefícios – e malefícios – do Napster. Graças a ele, a extensão .MP3 começou a se popularizar na internet.
A ICANN, já existente na época, anunciou a primeira leva de empresas autorizadas a comercializar os domínios .COM em grande escala na rede mundial, a AOL era uma delas.
As lojas virtuais estavam em forte crescimento, impulsionadas pelo desenvolvimento dos bancos virtuais (internet banking) das instituições financeiras.
Portal brasileiro Zip é adquirido pela PT Multimedia (da Portugal Telecom) por US$ 365 milhões, menos de 1 ano após o seu lançamento. Com a sociedade entre a Portugal Telecom e o UOL em 2001, o Zip e Zipmail passaram a ser administrados pelo UOL.
Domínio business.com revendido por US$ 7,7 milhões; Wine.com arrematado por US$ 2,9 milhões, seguido de Autos.com por US$ 2,2 milhões e WallStreet.com por US$ 1 milhão.

2000: O estouro da Bolha da Internet

A especulação gerada sobre os mercados e os investimentos milionários sem o mínimo cuidado fizeram com que, em 10 de março de 2000, a Bolha da Internet chegasse ao seu clímax, culminando numa explosão que deixou marcas nos anos seguintes na economia mundial. Empresas de internet que até então eram altamente rentáveis, acabaram por diminuir as suas operações e, em alguns casos, fecharem as suas portas, já que seus IPOs tiveram desvalorizações bilionárias.
Iniciam-se os primeiros ataques DDoS (Ataque Distribuído de Negação de Serviço) na internet. Os primeiros alvos são o Yahoo, a Amazon.com e o Ebay, que serão seriamente prejudicados.
Ainda diante da bolha, o domínio AsSeenOnTV.com foi vendido por US$ 5,1 milhões.

To be continued…

Agradecemos a sua leitura pela nossa cronologia da internet nos últimos 20 anos. Na próxima sexta-feira (12/08) publicaremos os acontecimentos da rede mundial no terceiro milênio, de 2001 -> 2011.
Se você gostou do nosso artigo, compartilhe em sua rede social favorita e/ou deixe o seu comentário pra gente! Até lá.

Posts
Relacionados

04 Mar 2021 Leitura 6 min

Será que a sala CPD é a melhor solução para o processamento de dados do seu negócio?

voltar para o blog

#CONNECTEDHDBR

Receba nossas
novidades

Deixe seu e-mail para receber nossa newsletter
de novidades, descontos e lançamentos.


Siga nossas
Redes Sociais

Estamos
esperando seu
contato

4007 2085

Capitais e Regiões Metropolitanas

0800 000 2085

Demais Regiões

(+1) 407.756.1126

Ligue-nos Internacionalmente

Vendas / Suporte Financeiro

Segunda / Sexta • 8h - 18h

Suporte

24h por dia


PRODUTOS
Servidores DedicadosServer CloudColocationOutros Produtos
© 2021 HostDime Brasil. All rights reserved.
Contrato
Política de Privacidade
Cookies